EXERCÍCIO 01.

Data: 06/02/2013 - Manhã

Classifique os sistemas em abertoXfechado, simplesXcomplexo, adaptávelXnão-adaptável, permanenteXtemporário:

- Sistema Solar
- Sistema de transporte
- Sistema sangüíneo
- Sistema Folha de Pagamento

abertoXfechado simplesXcomplexo adaptávelXnão-adaptável permanenteXtemporário
Sistema Solar ABERTO COMPLEXO NÃO-ADAPTÁVEL PERMANENTE
Sistema de transporte ABERTO COMPLEXO ADAPTÁVEL TEMPORÁRIO
Sistema sangüíneo FECHADO COMPLEXO NÃO-ADAPTÁVEL PEMANENTE
Sistema Folha de Pagamento ABERTO COMPLEXO ADAPTÁVEL TEMPORÁRIO

02 TARDE 06/02/2013

1) Quais são as entradas, processamento e as saídas do sistema de rastreamento de encomendas da UPS?

As entradas são as, a assinatura dos clientes, cartões de dados e o próprio faturamento da empresa.
Os processos são os dados dos clientes que são transmitidos para um computador, e rastreados por cliente, data, motorista, e outros critérios, para que haja uma entrega eficiente de pacotes aos clientes.
As saídas têm a ver com o controle dos pedidos ainda em rota, relatórios.

2) Quais são as tecnologias utilizadas?

Computadores de mão (DIAD), redes sem fio de comunicação, um computador central na UPS, tecnologia de armazenamento para os dados de entrega de pacotes, software de rastreamento de pacotes, cálculo das taxas, manutenção de contas de clientes.
O uso de DIAD, para capturar automaticamente assinaturas dos clientes.
Rastreamento de pacotes enquanto estão sendo transportados.

  • DIAD - Delivery Information Acquisition Device

3) Qual a relação entre essas tecnologias e a estratégia empresarial da UPS?
A relação de tudo isso é a interligação de tecnologias que de maneira continua mantém o controle nas mãos na Empresa UPS, e também dá condição ao cliente de acompanhar seu pedido enquanto ainda está em trafico.
A estratégia empresarial da UPS tem se mantido a mesma a mais de 90 anos, que é prestar um serviço de qualidade com taxas mais baixas e essa estratégia tem sido alcançada pela UPS através do investimento em tecnologia de ponta.

4) O que aconteceria se essas tecnologias não tivessem disponíveis?

Toda tecnologia investida tornou o processo mais eficiente, acredito que sem essas tecnologias o processo de trabalho da UPS, seria menos eficiente e assim demorariam mais tempo para tomarem decisões estratégicas no caso de um problema, por exemplo, prejudicando assim o faturamento da empresa.
Acredito que a UPS não seria uma empresa competitiva se não tivesse aplicado em tecnologia, pois essa tecnologia a deixa entre as maiores empresas do mundo em entrega de que se tem noticias.
Data 07/02/2013 - Manhã

Faça uma lista dos principais sistemas computadorizados que você conhece na organização em que você trabalha (ou em alguma que você conheça) e procure agrupá-los segundo as categorias apresentadas. Mesmo sem o aprofundamento teórico faça esta lista e chame-a de Lista Zero.
Resposta
Lista Zero
SGE - Sistema de Gestão Escolar (SIG - Sistema de Informação Gerencial)
Diário Eletrônico - SPT (Sistema de Processamento de Transações)
Livro de Ponto - SPT
Almoxarifado - SPT
Contas a pagar - SPT
Contas a receber - SPT
Contabilidade Geral - SPT

Agora que você conhece detalhes e exemplos de SPT, refaça, se necessário, a sua Lista Zero, pondo os SPT´s na posição correta. Chame esta nova lista de Lista Um.
Lista Um
SPT's
*Diário Eletrônico
*Almoxarifado
*Contas a pagar
*Contas a receber
*Contabilidade geral
*livro de ponto

Agora que você conhece os detalhes sobre os SIG´s, reavalie sua Lista Um, verificando se suas propostas de Sistemas Gerenciais estavam adequadas. Chame a nova lista de Lista Dois.
Lista Dois
SIG
SGE - Sistema de Gestão Escolar

Agora que você conhece os detalhes que caracterizam os SAD´s refaça, se necessário a sua Lista 2, acrescentando uma justificativa para cada escolha, em seguida crie a “Lista de Sistemas de Informação da minha organização”.
Compare a sua lista final com a Lista Zero e verifique o quanto você evoluiu na construção e interpretação dos conceitos de S.I
Lista de Informação da Minha Organização
SGE - Sistema de Gestão Escolar (SIG - Sistema de Informação Gerencial)
Diário Eletrônico - SPT (Sistema de Processamento de Transações)
Livro de Ponto - SPT
Almoxarifado - SPT
Contas a pagar - SPT
Contas a receber - SPT
Contabilidade Geral - SPT

Resumo do Artigo:
Sistema de Informações Executivas: Suas Características e Reflexões sobre sua Aplicação no Processo de Gestão
Ilse Maria Beuren
Luciano Waltrick Martins
Os sistemas de informação devem atender às necessidades de cada área da organização e estar em conformidade com preconceitos estabelecidos na missão da instituição. Assim, os sistemas de informação amparam os administradores de todos os níveis para desenvolverem suas tarefas e atingir seus objetivos. A necessidade que têm as organizações de aprimorar seu processo de gestão, face ao anseio de otimizar o desempenho e garantir o cumprimento de sua missão, faz com que seus administradores busquem alternativas na tecnologia da informação. O sistema de informações executivas é uma ferramenta que direciona o gestor a ações que buscam contribuir para esse fim.
Dentro desse contexto, o presente artigo objetivou realizar uma incursão teórica nas características de um sistema de informações executivas, além de fazer algumas reflexões sobre sua aplicação no processo de gestão empresarial.
Observa-se que, normalmente, há falta de integração entre os sistemas de informação das organizações, além de dificuldade dos gestores no acesso às informações contidas nestes sistemas.
Assim, as características desejadas pelos gestores podem ser encontradas em um sistema de informações executivas, desde que seja adaptado às suas necessidades.

Data 08/02/2013
Verifique se sua organização e orientada por Funções ou Processos, verifique o quadro 2 anterior e para cada Característica Analisada, assinale a coluna onde a sua empresa melhor de enquadra. Não deixe de escrever as evidências para justificar a sua
escolha.
Características analisadas

Capacitação dos indivíduos: Voltada ao ajuste da função que desempenham / especialização (O. FUNCIONAL)
Escala de valores da organização: Comunicação e transparência no trabalho gerando clima de colaboração mútua (O.PROCESSOS)
Estrutura organizacional :Estrutura hierárquica.Departamentalização Vertical (O.FUNCIONAL)
Medidas de desempenho :Foco no desempenho de trabalhos fragmentados das áreas funcionais (O.FUNCIONAL)
Alocação de pessoas :Times de processos envolvendo diferentes perfis e habilidades (O PROCESSOS)
Autonomia operacional :Tarefas executadas sob rígida supervisão hierárquica (O.FUNCIONAL)
Avaliação de desempenho:Centrada no desempenho funcional do indivíduo (O.FUNCIONAL)
Cadeia de comando:Forte supervisão de níveis hierárquicos superpostos (O.FUNCIONAL)

RESUMO DO FILME:O Encontro de Paradigmas em "Ponto de Mutação" (Fritjof Capra)-ATIVIDADE DA MANHÃ-08/02/2013

O discurso do filme é claro: há a necessidade urgente de renovar as relações sociais, políticas e econômicas. O velho paradigma cartesiano incutido na sociedade deve ser colocado de lado, à medida que a ciência apresenta a todos a inexatidão dos fatos, a imprecisão da matéria, as incertezas do mundo quântico.

Trabalhar com as incertezas torna-se um desafio para a humanidade. Não há medidas exatas, há sim aproximações. Edgar Morin, com a Teoria da Complexidade, deixa claro o desafio lançado pelos novos conhecimentos oriundos da física quântica, dos desdobres recorrentes da Teoria da Relatividade de Einstein. Ensinar a lidar com as incertezas é o desafio a ser vencido.

Novos valores e novas formas de ver o mundo são colocados em frente aos olhos da sociedade. O diálogo desenvolvido ao longo do filme apresenta a todos as implicações de uma visão fragmentária e individualista do mundo. Questões como destruição do meio ambiente, exploração oriunda de grandes potências econômicas, consumismo desenfreado, desigualdades, preconceitos políticos e raciais são resultados de uma visão essencialista, tipológica, uma visão onde se assume que há o certo e o errado de maneira inexorável.

O paradigma newtoniano-cartesiano foi de grande serventia para a humanidade, e isso Capra deixa claro em seu discurso, refletido nos diálogos dos personagens do filme. Porém, esse paradigma apresenta-se desgastado frente aos novos adventos científicos e necessidades da complexa rede de interação social em um mundo interconectado 24 horas. Um paradigma de mais de 400 anos, que outrora serviu para libertar a humanidade de tempos difíceis, onde o obscurantismo e misticismo imperavam, foi superestimado em sua concepção. Perpetuo-se o valor cartesiano em nossa sociedade, passando pela ciência até a metodologia de ensino nas escolas e universidades. O modo fragmentário de se ver os problemas sociais, comumente encontrado nos discursos políticos, é oriundo desse paradigma.

O filme propõe, então, uma nova maneira de falar, encarar, analisar, discutir o mundo. Capra atenta para a necessidade de a humanidade enxergar os eventos de forma inter-relacionada. É a partir da inter-relação entre as diversas partes componentes da sociedade é que problemas e soluções emergem.

Ao final, Capra deixa claro que o futuro da humanidade passa pela necessidade da mudança da visão de mundo de um paradigma cartesiano/estruturalista/fragmentário para um paradigma que observa as mais diversas relações homem-sociedade e homem-natureza de maneira sistêmica, como resultado de inter-relações que se retroalimentam e interagem constantemente, mesmo que imperceptíveis em uma primeira análise superficial. Capra lança uma hipótese ambiciosa: a Teoria Gaia*. Assim, a Terra seria capaz de criar as condições necessárias para a sua própria sobrevivência, se comportando como um organismo vivo com todas as suas devidas características. O “ponto de mutação” proposto pelo autor reside nesse momento de transição entre os paradigmas newtoniano-cartesiano e emergente-sistêmico.

É possível dizer que o filme mostra-se instigante, apesar da dinâmica dos diálogos se mostrar monótona. Ainda assim, contribui de maneira significativa na introdução dos conceitos pertinentes ao paradigma emergencionista, onde o mundo é visto e analisado sobre as suas mais diversas faces. Contudo, a forma como são colocadas as ideias no filme, acabam por levar ao público – de forma sutil - à conclusão de que a ciência newtoniana-cartesiana tornou-se obsoleta, quando na verdade, todos os paradigmas científicos (estruturalismo, pós-estruturalismo e emergencionismo) pressupõem sua importância dentro de seus devidos campos. Apesar da densidade dos diálogos, a apresentação das ideias da obra literária de Capra são bem traduzidas pelo filme, deixando “tilintares” de reflexão na cabeça de quem proveitosamente aventurar-se a vê-lo
Data 09/02/2013 – Manhã –
1) O que é um CRM? Customer Relationship Management (CRM) é um termo em inglês que pode ser traduzida para a língua portuguesa como Gestão de Relacio-namento com o Cliente (Gestão de Relação com o Cliente, em Portugal interações com a empresa).
2) Qual o principal objetivo de um CRM? Foi criada para definir toda uma classe de fer-ramentas que automatizam as funções de contato com o cliente, essas ferramentas compreendem sistemas informatizados e fundamentalmente uma mudança de atitude corporativa, que objetiva ajudar as companhias a criar e manter um bom relacionamen-to com seus clientes armazenando e inter-relacionando de forma inteligente, informa-ções sobre suas atividades e interações com a sua empresa.
3) Cite um dos componentes lógicos do CRM, e explique: É um sistema integrado de gestão com foco no cliente, constituído por um conjunto de procedimen-tos/processos organizados e integrados num modelo de gestão de negócios. Os softwares que auxiliam e apoiam esta gestão são normalmente denomina-dos sistemas de CRM.
4) Cite duas vantagens para uma empresa com a utilização de um CRM: 1 - Serviço ao cliente - Registo e acompanhamento de questões, problemas, reclamações, suges-tões, pedidos de informação; Acompanhamento dos assuntos, agendamento, gestão do conhecimento; 2 - Coerência e interoperacionalidade - Base de dados de clientes e eventos de negócio que todas as aplicações da plataforma utilizam e mantêm atuali-zada. O sistema de workflow que permite o fluir dos processos dentro e entre módu-los.
5) Que tipos de riscos/barreiras podem impedir a implementação do CRM? Inexistência de histórico (referindo-se ao tempo de empresa (4de anos informação) e do negócio a qual ele está inserido (10 anos)); A percepção de velocidade como fator de qualidade (a rapidez de informação e a agilidade de resposta acabaram afetando a qualidade de decisão); A inexistência de um fluxo estruturado.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License