Exercicios

Data: 06/02/2013 - Manhã

Classifique os sistemas em abertoXfechado, simplesXcomplexo, adaptávelXnão-adaptável, permanenteXtemporário:

- Sistema Solar
- Sistema de transporte
- Sistema sangüíneo
- Sistema Folha de Pagamento


Data 06/02/2013 - Tarde

Administração de Sistemas de Informação -
ESTUDO DE CASO – 001
A UPS Concorre Globalmente com Tecnologia da
Informação.
A United Parcel Service, UPS , a maior empresa do
mundo em distribuição de encomendas por ar e por terra
começou em 1907 em um cubículo de porão. Jim Case e
Claude Ryan, dois adolescentes de Seattle munidos de
duas bicicletas e um telefone, prometiam "o melhor
serviço e o preço mais baixo", A UPS usa essa fórmula
de sucesso há mais de 90 anos.
Hoje, a UPS entrega mais de três bilhões de
encomendas e documentos por ano nos Estados Unidos
e em mais de 200 outros países e territórios. A empresa
tem conseguido manter sua liderança nos serviços de
entrega de pequenas encomendas, mesmo com a
concorrência acirrada da Federal Express e da Airborne
Express, investindo grandes recursos em tecnologia de
informação avançada. Durante a década passada, a UPS
aplicou mais de um bilhão de dólares por ano em
tecnologia e sistemas para aprimorar o atendimento ao
cliente e, ao mesmo tempo, manter os custos baixos e
simplificar e alinhar suas operações como um todo.
Usando um computador de mão chamado Delivery
Information Acquisition Device (DIAD), os motoristas
da UPS registram a assinatura do cliente automaticamente,
além de informações sobre retirada e entrega de
encomendas e cartão de ponto. Em seguida, eles
conectam o DIAD ao adaptador especial existente em
seu caminhão, um dispositivo que transmite informações
e está ligado à rede de telefones celulares. (Motoristas
também podem transmitir e receber informações
usando o rádio interno do DIAD.) A informação de
rastreamento da encomenda é então transmitida à rede
de computadores da UPS para armazenagem e
processamento pelos computadores centrais da empresa,
localizados em Mahwah, Nova Jersey e Alpharetta,
Geórgia. Daí em diante, a informação pode ser acessada
mundialmente e fornecer recibos de entrega aos clientes
ou responder a suas perguntas.
Por meio de seu sistema automático de rastreamento,
a UPS pode monitorar as encomendas durante todo o
processo de entrega. Em vários pontos ao longo da rota
entre remetente e destinatário, um leitor de código de
barras verifica informações de expedição contidas no
rótulo do pacote, que são passadas para o computador
central. O serviço de atendimento ao cliente pode
verificar a situação de qualquer encomenda em seus
computadores ligados aos computadores centrais e
responder imediatamente às perguntas dos clientes.
Estes também podem acessar essa informação no site
Web da empresa usando os próprios computadores ou
equipamentos sem fio, como pagers e telefones
celulares.
Quem tiver uma encomenda para enviar poderá
acessar o site Web da UPS para rastrear encomendas,
verificar rotas de entrega, calcular taxas de expedição,
determinar o tempo de trânsito e programar uma data
para a empresa retirar a encomenda. Qualquer empresa,
em qualquer lugar, pode usar o site Web da UPS para
contratar expedição de mercadorias e combinar a
cobrança direta em sua conta bancária ou por cartão de
crédito. Os dados coletados no site Web da UPS são
transmitidos ao computador central da empresa e
retornam ao cliente depois de processados. A UPS
também fornece ferramentas que habilitam seus clientes
como a Cisco Systems a incorporar a seus sites Web
algumas funções da UPS, como rastreamento e cálculos
de custo, de modo a poder rastrear encomendas sem
precisar acessar o site da UPS. A empresa criou um
novo serviço, denominado UPS Document Exchange,
para entregar documentos empresariais eletronicamente
usando a Internet. O serviço oferece alto grau de
segurança e rastreamento para esses importantes
documentos.
Recentemente, a UPS montou uma subsidiária
chamada UPS e-Logistics para fornecer a empresas de
Internet um pacote completo de serviços padronizados
por um custo muito menor do que o de montar os
próprios sistemas e infra-estruturas. A UPS e-Logistics
oferece às empresas que optam por seus serviços uma
rede de centrais de distribuição, armazenagem,
processamento de pedidos, controle de estoque, serviços
de transporte, gerenciamento de devoluções e centrais
de atendimento ao cliente, para que elas possam se
concentrar apenas em aceitar pedidos por seus sites
Web.
Questões:
1- Quais são as entradas, o processamento e as saídas do sistema de
rastreamento de encomendas da UPS?
2- Quais são as tecnologias utilizadas?
3- Qual a relação entre essas tecnologias e a estratégia empresarial da
UPS?
4- O que aconteceria se essas tecnologias não estivessem disponíveis?


Data 07/02/2013 - Manhã

Faça uma lista dos principais sistemas computadorizados que você conhece na organização em que você trabalha (ou em alguma que você conheça) e procure agrupá-los segundo as categorias apresentadas. Mesmo sem o aprofundamento teórico faça esta lista e chame-a de Lista Zero.


Data 07/02/2013 - Tarde

Agora que você conhece detalhes e exemplos de SPT, refaça, se necessário, a sua Lista Zero, pondo os SPT´s na posição correta. Chame esta nova lista de Lista Um.


Data 07/02/2013 - Tarde

Agora que você conhece os detalhes sobre os SIG´s, reavalie sua Lista Um, verificando se suas propostas de Sistemas Gerenciais estavam adequadas. Chame a nova lista de Lista Dois.


Data 07/02/2013 - Tarde

Agora que você conhece os detalhes que caracterizam os SAD´s refaça, se necessário a sua Lista 2, acrescentando uma justificativa para cada escolha, em seguida crie a “Lista de Sistemas de Informação da minha organização”.
Compare a sua lista final com a Lista Zero e verifique o quanto você evoluiu na construção e interpretação dos conceitos de S.I.


Data 07/02/2013 - Tarde

Resumo do Artigo:
Sistema de Informações Executivas: Suas Características e Reflexões sobre sua Aplicação no Processo de Gestão
Ilse Maria Beuren
Luciano Waltrick Martins

http://siuft.wikidot.com/local--files/exercicios/v12n26a01.pdf


Data 08/02/2013 - Manhã

Verifique se sua organização e orientada por Funções ou Processos, verifique o quadro 2 anterior e para cada Característica Analisada, assinale a coluna onde a sua empresa melhor de enquadra. Não deixe de escrever as evidências para justificar a sua escolha.


Data 08/02/2013 - Tarde

http://siuft.wikidot.com/local--files/exercicios/v5n2a10.pdf

Leia o artigo: Evolução da Cadeia de Suprimentos da Indústria Automobilística no Brasil de Luis Felipe Roriz Scavarda e Sílvio Hamacher, e responda às seguintes questões:

1- De acordo com o artigo a cadeia de suprimentos pode ser classificada em níveis, cite e exemplifique cada um deles.
2- O Sistema de Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos mudou a forma com que a competitividade no mercado pode ser vista. Que mudanças foram essas e em que resultaram tais mudanças?
3- O que acarretou a globalização das finanças no mundo moderno e em que é baseada a globalização da produção?
4- Como funcionava a cadeia de produção automobilística brasileira nos anos 50? E entre os anos 50 e 80, ouve alguma mudança? Que tipo?
5- O que impulsionou a globalização do comércio brasileiro a partir dos anos 90? E qual impacto ocorreu na configuração da cadeia de suprimentos desde então?
6- Qual mecanismo de reestruturação da cadeia de suprimentos se mostrou mais eficiente para as indústrias se adequarem à realidade dos anos 90?
7- De acordo com o artigo, na indústria automobilística, qual o principal objetivo do estabelecimento do SCM no Brasil e quais obstáculos devem ser superados para que o SCM funcione de maneira eficiente?
8- Mudanças no sentido de integrar a rede total estão ocorrendo em todos os membros da indústria automobilística, liderados principalmente pelas montadoras. Cite e explane um exemplo desta integração.
9- O que é estratégia do Global Sourcing e porque, com isso, países em desenvolvimento como o Brasil são vistos com bons olhos pelas indústrias automobilísticas mundiais?
10- As empresas brasileiras tentam concorrer em mercados globais e estão atingindo esse objetivo por meio de estratégias. O que é primordial para que essas estratégias dêem certo?
11- Fale sobre o fenômeno conhecido como shake-out. O Brasil está passando ou pode passar por isso? Porque?


Data 09/02/2013 - Manhã

Verifique se em sua organização existe um Sistema do tipo CRM, caso positivo, classifique-o como operacional, analítico ou colaborativo e justifique sua resposta.
Caso negativo faça uma pesquisa interna para verificar se este tipo de sistema seria útil e enumere os benefícios que seriam obtidos.

1) O que é um CRM?
2 ) Qual o principal objetivo de um CRM?
3) Cite um dos componentes lógicos do CRM, e explique:
4) Cite duas vantagens para uma empresa com a utilização de um CRM:
5) Que tipos de riscos/barreiras podem impedir a implementação do CRM?


Prova

1- Dados os vários tipos de sistemas abaixo, identifique e relacione com seus respectivos significados:
1 - SPT 2 - SIG 3 - CRM
4 - SAD 5 - SCM 6 - ERP

( ) São sistemas voltados para gerenciamento da cadeia de suprimentos, integrando as atividades da cadeia logística interna e externa.
( ) São sistemas que atendem principalmente ao nível operacional da organização e tem ênfase na entrada de dados.
( ) São sistemas que oferecem suporte as atividades da área de marketing, ampliando o relacionamento com clientes e parceiros da organização.
( ) São sistemas que visam atender principalmente ao nível estratégico, utilizam modelos quantitativos ou não para analisar grande volume de dados.
( ) São sistemas que pretendem integrar a área de produção com os demais departamentos da organização.
( ) São sistemas que atendem principalmente ao nível gerencial ou tático da organização, tem ênfase na produção de relatórios e utilizam os dados gerados nos SPT´s.

2 - Diferencie gestão por departamento de gestão por processos. Qual o principal foco de cada uma? Qual as vantagens da gestão por processos em relação à gestão por função?

Leia atentamente o seguinte estudo de caso e responda as questões relacionadas:

ERP – Implantação do SAP no Hospital Albert Einstein

ALBERT EINSTEIN
O MAIS MODERNO HOSPITAL DA AMÉRICA LATINA OPTOU PELO SAP NetWeaver COMO UMA PLATAFORMA TECNOLÓGICA CAPAZ DE GARANTIR A EXPANSÃO DO NEGÓCIO. O GRANDE DESAFIO ERA UNIFICAR A ENTRADA DE DADOS E FAZER A MIGRAÇÃO COM CAUTELA

Em fevereiro de 2004, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein iniciou a busca por um software de gestão empresarial. Havia uma estrutura descentralizada, com algumas funcionalidades específicas, mas que não chegava a ser considerada uma solução de gestão adequada às necessidades de uma empresa do porte do Hospital Albert Einstein, o mais moderno complexo privado de saúde da América Latina.

O Einstein procurava uma nova postura no gerenciamento das informações, com maior disciplina nos processos, controle de resultados e definição das melhores práticas.

O antigo sistema, heterogêneo, gerava duplicidade e alguns erros, devido à necessidade de operação manual de determinados procedimentos. O que o Hospital Israelita Albert Einstein queria era padronizar, agilizar e unificar a entrada de dados, que pudessem se transformar em informação útil e acurada de negócios.

A escolha pela SAP para participar desse projeto levou em consideração, além da capacidade de suporte antes, durante e depois da implementação, a quantidade de empresas e profissionais técnicos que utilizam as soluções da SAP. Outro ponto levado em consideração foi a avaliação das funcionalidades. “Ficamos muito contentes ao perceber que seria pequena a necessidade de ajustes, e contamos em todo o processo com o suporte integral da SAP – o que prova que fizemos a escolha correta”, diz Vicente Todaro, CFO do Albert Einstein.
Rígido, porém flexível

Outro ponto fundamental para o Einstein na adoção de um ERP era flexibilidade: ao mesmo tempo em que havia necessidade de controle e melhorias, a administração do Hospital tentava ao máximo evitar um ambiente engessado. Eram necessárias regras e rotinas, mas que estivessem totalmente integradas com os procedimentos médicos. Cada processo precisava ser avaliado em sua totalidade, com simulações e testes, para garantir atendimento com excelência ao paciente do Hospital a qualquer hora, todos os dias da semana.

Esse valor da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein precisava estar presente também na área de tecnologia da informação, com uma solução de ERP organizada, precisa e ágil. Dessa forma, a escolha foi implementar o SAP ERP sob a plataforma SAP NetWeaver que, entre outras facilidades, traz a funcionalidade de integração SAP NetWeaver XI (Exchange Infrastructure) – que garantiu ao Hospital a convivência com o software de gestão empresarial. “Fomos a primeira empresa no Brasil a adotar o SAP NetWeaver”, orgulha-se Vicente Todaro.
Gerenciamento de mudança

Entretanto, toda novidade implica adaptação, ainda mais numa corporação sólida, com 50 anos de história. A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, fundada em 1955, possui atividades de Ensino e Pesquisa, Responsabilidade Social e o Hospital, este em funcionamento há três décadas. Ao todo, são 5 mil colaboradores, dos quais 4 mil estão conectados desde junho de 2005 ao SAP NetWeaver Portal, solução adotada para unificar informações cruciais e aplicativos para dar aos usuários uma visão única que abrange toda a empresa. Hoje, 960 colaboradores têm acesso ao SAP ERP, com diversas funcionalidades implementadas, entre as quais: FI (finanças), CO (controladoria), MM (administração de material), QM (controle de qualidade), WM (gestão de depósito), SD (vendas), PM (manutenção), PS (projetos) e WF (workflow). Além disso, o Einstein utiliza o SAP NetWeaver Business Intelligence, que traz tudo o que é necessário para identificar, integrar e analisar dados de fontes heterogêneas.

Por parte dos usuários, o Diretor Executivo de TI do Einstein, Sérgio Arai, diz que houve colaboração e compreensão, resultado este derivado do cuidado na transição das soluções, que contou com um plano de gerenciamento de mudanças – mais uma das atividades realizadas pela SAP Consulting.

Também foi determinante para o sucesso da implementação das soluções SAP o comprometimento das diretorias, lembra Sérgio Arai. “Naturalmente estabeleceu-se a percepção da necessidade de mudança e as diretrizes foram repassadas às equipes”, diz. Para a camada mais alta da corporação foi apresentado um estudo de retorno de investimento (ROI), considerado adequado. E hoje todas as pessoas com acesso ao computador no Einstein têm via SAP NetWeaver Portal conhecimento de tudo o que se passa dentro da instituição, de forma instantânea, já na primeira tela exibida no monitor, logo após a autenticação do usuário.
Rastreabilidade e precisão

Hoje, todo o sistema médico está integrado à solução SAP, de forma que qualquer procedimento assistencial é lançado no SAP ERP, permitindo, por exemplo, que a fatura de uma internação hospitalar seja gerada rapidamente, a qualquer momento do dia ou da noite. Algumas operações do Hospital, porém, ficaram de fora do projeto, como o banco de sangue, que não requer gestão de estoque, explica Vicente Todaro. Além da integração com o legado, da unificação da entrada de dados, do maior controle operacional e do espírito de cooperação dos funcionários na migração, a solução SAP trouxe como benefícios a rastreabilidade e a precisão das informações.

Vicente Todaro diz que o fato de ter unificado a entrada de informações permite um ponto de corte preciso. É possível, por exemplo, procurar na solução SAP ERP um medicamento aplicado num determinado dia e hora e checar como esse serviço foi baixado no estoque e na conta do paciente. “Antes, havia uma situação de baixa do estoque não necessariamente atrelada ao faturamento”, exemplifica Todaro. Vale lembrar que o Einstein atende meio milhão de pacientes por ano, tanto no Hospital quanto nas unidades de diagnóstico e atendimento emergencial, localizadas no bairro dos Jardins e em Alphaville, na Grande São Paulo.
Prova de conceito

O CFO do Einstein diz ter ficado impressionado com a prova de conceito, etapa de integração via SAP NetWeaver XI (Exchange Infrastructure), na qual o SAP NetWeaver foi colocado para enviar e receber informações entre o SAP ERP e o sistema de gestão hospitalar. Vicente Todaro ressalta que qualquer procedimento de internação é inserido no sistema hospitalar e passa pelo ERP, onde constam desde o pedido de material até a ordem de fatura para a conta do cliente. Trata-se de um tráfego pesado de transações, que devem estar sempre e rapidamente disponíveis, 24 horas por dia, sete dias por semana. Afinal, a taxa de ocupação do Hospital é alta, de 85%, e o movimento nas demais unidades é igualmente significativo. Somente em 2004 foram realizados 1,3 milhão de exames de diagnóstico.

Em 16 meses – de fevereiro de 2004 a junho de 2005 –, toda a rede de informação do Einstein estava interligada à plataforma tecnológica SAP NetWeaver, ao SAP ERP e outras soluções da SAP.

O prazo de implementação foi considerado de certa forma rápido pelos coordenadores do projeto diante da complexidade do processo e do excesso de zelo técnico nos testes e simulações.

Como próximos passos, está em análise a adoção da solução SAP NetWeaver Knowledge Management, uma funcionalidade de gestão do conhecimento que será mais um pilar de apoio às boas práticas de governança corporativa da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

3 - Quais as modalidades de implementação de um sistema ERP? O que se pode inferir sobre o tempo de implantação de um sistema ERP? Quais são os aspectos culturais atrelados?

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License